Verão Paraná

BPAmb-FV termina o Verão Maior com o resgate de 108 animais silvestres, apreensão de 3,2 toneladas de carvão e mais de 13 mil pessoas abordadas

BPAmb-FV termina o Verão Maior com o resgate de 108 animais silvestres, apreensão de 3,2 toneladas de... http://www.verao.pr.gov.br

Durante 74 dias, o Batalhão de Polícia Ambiental-Força Verde (BPAmb-FV) intensificou a proteção da flora e da fauna paranaense durante o Verão Maior 2019/2020. Foram patrulhados mais de 135 mil quilômetros terrestres e 450 horas por águas, resultando em mais de 13 mil pessoas abordadas, 108 animais silvestres resgatados e 3,2 toneladas de carvão.  O balanço foi divulgado na quarta-feira (04/03) no Palácio Iguaçu, em Curitiba.


As ações foram desenvolvidas no mar, nos rios e matas de todo o estado, onde a unidade promoveu ações para combater a caça ilegal, o desmatamento e a pesca irregular. O Comandante da Unidade, tenente-coronel Adilson Luiz Correa, destacou o trabalho reforçado desenvolvido em 54 municípios do estado, com uma média de 80 policiais por dia.


“O Batalhão de Polícia Ambiental atuou em todo o estado do Paraná com ênfase no patrulhamento a pé nos municípios com os principais pontos turísticos e unidades de conservação ambiental, e também no combate às atividades de pesca, pois estávamos no período da Piracema, onde a pesca é proibida em determinados locais”, disse o tenente-coronel Adilson.


Durante esse período os policiais ambientais abordaram 13.063 pessoas, 4.066 veículos, ações que resultaram no encaminhamento de 119 pessoas (flagrantes e Termos Circunstanciados de Infração Ambiental (TCIA)). Também foram autuadas ou notificadas 107 pessoas, 323 assistidas e 4.118 orientadas em todo o estado.


FLORA, PESCA E FLORA - Durante o Verão Maior foram atendidas 76 ocorrências relacionadas à flora, que resultaram na identificação de 34,937 hectares de área de desmatamento, na apreensão de 3,2 toneladas de carvão, 33,2 metros cúbicos de madeira e 694 unidades de palmitos. Também foram registradas 27 ocorrências em área de preservação ambiental.


Já em relação à pesca foram registradas 45 ocorrências que resultaram na apreensão de 5.680 metros de redes de pesca, mil metros de espinhel, 315 varas, molinetes e linhadas, além de 130 quilos de peixes. “Nesse período nós intensificamos o patrulhamento em locais que a pesca é proibida em razão da Piracema e os nossos policiais tiveram um bom resultado nesse combate, além de orientar e conscientizar as pessoas que estavam naqueles lugares, mas não estavam cometendo a infração”, contou o tenente-coronel Adilson.


34 ocorrências relacionadas à fauna foram atendidas e culminaram na apreensão de 13 armadilhas, 68 gaiolas, 108 animais silvestres, 181 munições e 65 armas de fogo. “Este combate é importante para que sejam o reservados animais que estão quase em extinção; muitas vezes armas são usadas para abater esses animais e por isso a apreensão delas se faz necessária”, relatou o tenente-coronel.


EDUCAÇÃO AMBIENTAL - Ainda de acordo com o Comandante da Unidade, várias ações educacionais foram desenvolvidas em todo o estado durante a temporada de verão. “Nós levamos educação ambiental para as pessoas através dos programas Força Verde Mirim e o Ambientando, que consiste em promover palestras em associações, escolas e clubes”, complementou.


“O primeiro é voltado às crianças que são o nosso futuro e aqueles que conseguem levar as mensagens de educação ambiental para suas casas, sendo multiplicadores”, explica o tenente-coronel Adilson.


LITORAL – Nos sete municípios do Litoral do estado, o BPAmb-FV desenvolveu diversas ações que resultaram na apreensão de 2,9 quilos de maconha e 25 comprimidos de ecstasy. Também foram apreendidos 176 munições e 15 armas de fogo. Ao final dos 74 dias, os policiais militares ambientais abordaram 3.736 pessoas e prenderam 81 delas, além de autuar outras 49 e orientar 831.


Outro destaque vai para as ocorrências relacionadas à flora do Litoral, onde foram localizados 13,552 hectares de área de desmatamento, além de os policiais apreenderem 7,192 metros cúbicos de madeira. Também foram apreendidos 14,3 quilos de palmito em conserva e 694 in natura.


De acordo com o tenente-coronel Adilson, na Costa Leste além das questões de pesca também foram desenvolvidas ações policiais com o policiamento ostensivo nas entradas dos Picos Marumbi, Anhangava, Itupava do Paraná. “Nesses locais foi feito o policiamento ostensivo nas entradas dos parques para orientar os frequentadores com as questões ambientais e também para levar segurança”, contou o oficial.


No Litoral do estado também foram vistoriados 1.462 locais e, destes, nove foram autuados ou notificados e três embargados ou interditados. “Conseguimos cumprir nosso papel de proteção ambiental e de levar segurança às pessoas”, avaliou o tenente-coronel Adilson.

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem